Por Fernando Zambrotti

No processo de transformação digital, algumas aplicações digitais existentes dentro das organizações assumem um papel fundamental em suas operações: elas podem ser a interface com o cliente, com o parceiro de negócio ou o ponto de integração com um meio de pagamento; não importa o exemplo (e podemos pensar em inúmeros outros) – o que sabemos é que se uma aplicação perde performance, ou pior, para de funcionar, a empresa perde: perde clientes, perde receita, perde uma boa reputação nas redes sociais, perde conversões em suas landing-pages, e acredito que a única coisa que pode ganhar, é uma possível multa por quebra de SLA (Service Level Agreement).

No último Black Friday, o site de e-commerce da Macy’s, uma gigante do varejo nos EUA, não aguentou o volume de consumidores simultâneos tentando concretizar suas compras. Resultado: Perdeu vendas e ganhou inúmeros clientes insatisfeitos que compraram do concorrente. A hashtag #worstshoppingexperienceever fala por si só.

No início deste mês, o site europeu Ecommerce News, publicou um estudo que traz números “interessantes”: ao menos 40% dos sites de e-commerce do Reino Unido apresentaram alguma queda de serviços durante épocas de picos de compras (como na páscoa, por exemplo), e que 58% dos varejistas sofreram com queda de performance durante estes períodos.

Aqui no Brasil, o site do MEC que apresentou o resultado das notas do ENEM também sofreu com o alto tráfego de usuários simultâneos.

E sua empresa não precisa ser um gigante do e-commerce, por exemplo, para dar atenção a este assunto. Basta fazer uma análise rápida do quanto custaria para a empresa se uma de suas aplicações críticas de negócio parasse por algumas horas ou até dias.

Aplicações digitais inseridas em cenários críticos de negócios podem viabilizar ou impedir a transformação digital da sua empresa.

Além analisar o assunto pela perspectiva de evitar prejuízos, devemos analisar também através da perspectiva de acompanhar o crescimento e evolução dos negócios: se sua empresa planeja expandir a atuação para novos mercados, a operação irá suportar? Se você investir em uma campanha digital e levar alto tráfego para sua app ou website, ele dará conta do volume?

Eu preciso avaliar a performance das aplicações da minha empresa?

Abaixo destaco alguns dos principais cenários onde considero fundamental conhecer os limites das aplicações digitais, pois estão inseridas em cenários críticos para o negócio:

  • Você tem uma aplicação desenvolvida in-house que suporta a operação da empresa ou parte dela;
  • Você possui um site público que suporta seus clientes e prospects, processos de compra, pedidos, inscrições, etc.;
  • Você comercializa sua aplicação ou camada de serviços para múltiplos clientes, no modelo SaaS (Software as a Service);
  • Você possui uma camada de serviços que suporta sua app (iOS, Android);
  • Você desenvolve soluções digitais para seus clientes.

E como posso testar os limites da minha aplicação digital?

Hoje é possível tirar proveito da computação em nuvem para simular cenários de alta carga de usuários acessando simultaneamente sua aplicação digital para compreender seu comportamento e seus limites. Com esta abordagem, você não precisa investir em nenhuma estrutura de hardware para poder simular milhares ou até milhões de usuários virtuais.

É importante considerar alguns aspectos que irão tornar sua análise de performance eficaz e permitir interpretações corretas: A duração dos testes, padrão de aplicação de carga de usuários, definição dos cenários de testes adequados, distribuição dos cenários e think time são alguns deles. Uma configuração inadequada de ao menos um destes parâmetros pode tornar o seu teste inválido e conduzir à uma tomada de decisão incorreta.

Na Programmer’s, por exemplo, fazemos análise de Performance e Carga de aplicações digitais já há algum tempo, mesmo antes de ter disponível todo o potencial da computação em nuvem em nossas mãos. Neste processo, investimos bastante na capacidade de estruturar adequadamente os testes, avaliar os resultados obtidos e, principalmente, conseguir identificar com agilidade o ponto específico de uma aplicação que se torna um gargalo sob certas condições de carga, para solucionar o problema rapidamente e com menor custo.

E as suas aplicações digitais, estão preparadas para a carga do sucesso?

Fernando Zambroti é apaixonado por Marketing Estratégico, Negócios, Desenvolvimento de Produto e Tecnologia. Com mais de 17 anos de experiência, na concepção, design e implementação de soluções de Digital e Data Analytics.

Quer acelerar a transformação digital da sua empresa?_

Nós te ajudamos a prever tendências e alcançar objetivos futuros.

Telefone +55 (11) 3504-1100 Email contato@programmers.com.br                    Entre em contato