A Microsoft Power Platform tem conquistado um espaço cada vez maior no dia a dia das empresas. Não apenas pela simplicidade de uso que ela oferece, mas também pela possibilidade de criação de novos aplicativos – empresariais ou corporativos -, mesmo sem o desenvolvimento de códigos complexos. É fato que essas ferramentas nos permitem colocar grandes atividades em prática, em pouco tempo, automatizando e melhorando as estratégias do negócio.

Com a Power Platform é possível garantir a segurança dos dados, o gerenciamento de aplicativos em conformidade e o acesso simultâneo às informações de todas as plataformas da empresa. De acordo com a própria Microsoft, a ferramenta “combina o desenvolvimento de aplicativos com pouco código, automação de fluxo de trabalho, criação de bots de IA (Inteligência Artificial) e a análise de dados com ampla conectividade. Tudo isso projetado para funcionar com os serviços de nuvem.”

De forma geral, podemos listar quatro aplicações que fazem parte deste universo: Power BI, Power Apps, Power Automate e Power Virtual Agents. Cada uma dessas soluções atende uma necessidade específica do negócio e, juntas, são capazes de potencializar as empresas em suas análises de dados, resoluções de problemas e simplificação de processos por meio das automações.

Power Apps e Power Automate: para o que servem?

Mesmo com uma gama de soluções e possibilidades de utilização, o foco deste artigo é debater, principalmente, sobre os Power Apps e Power Automate. Explicando as funcionalidades específicas de cada um deles, temos:

Power Apps: usado para a criação de aplicativos low-code da Microsoft. Com ele é possível gerar formulários e programas com poucos códigos, de forma que a escrita e as funções se assemelham muito às fórmulas utilizadas no Excel. Há, também, a possibilidade de “arrastar e soltar” componentes para a implementação, além de um grande número de conectores, como modo de conexão do Power Apps aos dados.

Power Automate: focada na automatização de processos, essa ferramenta permite a criação e otimização de fluxos de trabalho, evitando que sejam realizadas tarefas repetitivas dentro da empresa. Também fornece modelos de fluxos prontos para serem utilizados pela desenvolvedora (a fim de facilitar o uso), além de diversos conectores que articulam, com facilidade, todas as tarefas rotineiras dos usuários.

A diferença entre eles está, principalmente, na forma como solucionam problemas comuns de negócio. É preciso ter em mente que, assim como os demais, ambos são focados nos processos internos de uma organização e não na jornada de atendimento aos clientes.

Vantagens em utilizar a Power Platform

Entre os benefícios que essas ferramentas geram, podemos destacar:

– Power Apps;

– Criação dinâmica de aplicativos (desktop e mobile): com fácil utilização e implementação, criar aplicativos torna-se uma tarefa rápida e segura;

– Possibilidade de atuação off-line, não é necessário estar conectado à internet para utilizar os aplicativos;

– Não é necessário ser especialista para criar apps, nem todos nós somos experts no desenvolvimento de códigos. Basta se aprofundar nos recursos da ferramenta e reproduzir na plataforma;

– Interface atrativa para o usuário, os recursos apresentam-se de forma simplificada e intuitiva, de forma que não se torna uma tarefa complicada iniciar a produção.

Power Automate

Evita o trabalho repetitivo: tarefas rotineiras, como aprovações, envio de e-mails e criação de documentos, podem ser automatizadas, permitindo que o usuário tenha mais tempo para focar em estratégias do negócio.

Otimização de demandas: permite mapear e registrar os processos, do início ao fim, recebendo recomendações para a criação de fluxos bem definidos.

Automatização de processos: aplica segurança e confiabilidade nas operações, automatizando processos manuais. Com isso, é possível notar uma economia de tempo e esforços da equipe, além da diminuição de falhas técnicas e um controle maior das informações.

Vale ressaltar que estas vantagens podem ser ampliadas com o suporte de uma empresa especializada nessas ferramentas. Mesmo contendo mecanismos de fácil acesso e manejo, toda a estratégia para o desenvolvimento deve ser cuidadosamente pensada para que não existam gaps sistêmicos e todo o circuito esteja preparado para utilização.

Power Platform na prática

É muito mais simples e prático utilizar estas ferramentas do que desenvolver uma solução do zero, conforme pontuamos no decorrer deste artigo. A plataforma se apresenta de maneira bem intuitiva e low-code, exibindo modelos pré-definidos e opções de “arrastar e soltar” componentes. Tudo pensado para facilitar o processo de criação.

Ainda assim, separamos alguns pontos para te ajudar no momento de utilização:

Validar o licenciamento: a Power Platform requer um licenciamento específico da Microsoft. Portanto, a validação é importante antes de iniciar o projeto.

Acessar os recursos no portal da Microsoft: os recursos estão disponíveis no site da desenvolvedora, em aplicativos mobile e para desktop. Para acessar basta realizar o login com e-mail e senha cadastrados.

Entender as necessidades de criação: uma das partes mais importantes do processo, compreender o que será criado e onde será aplicado dentro do negócio. Algumas empresas acreditam que qualquer problema pode ser resolvido com automações, o que nem sempre é verdade. Criar um aplicativo sem uma finalidade – ou automação – específica torna o seu uso ainda mais trabalhoso do que era antes.

Começar a criar: agora que você já tem acesso à ferramenta e mapeou o que deverá ser criado, comece a desenvolver o seu primeiro aplicativo!

Ponto de atenção: após serem criados, os apps não ficam disponíveis para o download do usuário nas plataformas Android e iOS. É necessário que seja instalado o recurso do Power Apps na versão mobile ou desktop, e dentro dele será encontrado o aplicativo criado.

Busque parceiros que possam te ajudar nesta jornada!

Após criados, os aplicativos são simples e fáceis de gerir. Com a entrada cada vez maior de dados e informações, o sistema começa a ganhar uma certa complexidade de manutenção e desenvolvimento. A partir daí, um especialista na plataforma fará a diferença para guiar e evoluir tudo da maneira mais adequada.

A Programmer’s atua orientando as atividades prioritárias, a partir dos pontos em que surgem as dificuldades, com expertise no desenvolvimento ágil, por meio de tecnologias avançadas. Conte conosco nesta jornada de criação na Power Platform.

Ficou com alguma dúvida sobre como utilizar algum desses recursos? Entre em contato com os nossos especialistas!

Quer acelerar a transformação digital da sua empresa?_

Nós te ajudamos a prever tendências e alcançar objetivos futuros.

Telefone +55 (11) 3504-1100 Email contato@programmers.com.br                    Entre em contato